José Eduardo Pinto Nazario (Zé Eduardo Nazario)
Zé Eduardo Nazario é baterista, percussionista e professor. Com mais de 50 anos de carreira profissional, realizou trabalhos consagrados no Brasil, Estados Unidos, Europa e Escandinávia, ao lado de alguns dos maiores nomes da música, ao vivo e em gravações de relevância histórica. Também é conhecido como "o professor dos professores", por ter pavimentado o caminho de gerações de músicos no Brasil e exterior.
Nascido em 25/09/1952 em São Paulo, estudou piano dos 8 aos 12 anos, quando começou a praticar bateria e percussão, e aos 13 já trabalhava profissionalmente com seu primeiro grupo instrumental, o Xangô 3, tocando bossa nova e o então novo ritmo “Jequibau”, com Mario Abanese, participando dos principais programas das TV’s Record, Tupi, Excelsior e Bandeirantes e também shows de grande relevância nos anos de 1965 a 1967.
Ainda na adolescência, recebeu convite para integrar o grupo do lendário pianista Tenório Jr., com quem atuou no “Totem”, uma das principais casas noturnas da época e celeiro de grandes músicos entre 1968 e 1970.
No mesmo período estudou teoria, percussão clássica e prática de orquestra com o professor Cláudio Stephan e na Escola Estadual de Música de São Paulo. Formou com Guilherme Franco o Grupo Experimental de Percussão de São Paulo, de estrutura inédita na mescla de temas de percussão erudita com peças envolvendo até quatro baterias e utilização de instrumentos brasileiros como berimbau, surdo, pandeiro, cuíca, tamborim, etc., além de instrumentos originais (artesanais) e de outros países.
Gravou com Gato Barbieri a trilha sonora do filme Minha Namorada, de Zelito Viana, premiada pelo Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro em 1970.
Em 1973 foi chamado a atuar no grupo de Hermeto Pascoal, onde permaneceu até 1977, passando então a integrar o Academia de Danças de Egberto Gismonti, com quem gravou o disco “Nó Caipira” e participou do Primeiro Festival Internacional de Jazz de São Paulo, além das tournées de lançamento dos discos “Carmo” e “Dança das Cabeças”, em 1977/78, e “Tropical Jazz Rock” em 1979, que incluiu o guitarrista John McLaughlin, e “One Truth Band”. No mesmo ano, co-liderou ao lado de seu irmão Lelo Nazário a gravação do disco “Marcha Sobre a Cidade” - Grupo Um, primeiro disco instrumental independente lançado no Brasil, numa série de shows seguidos de cursos de percussão no então desconhecido Teatro Lira Paulistana, documentadamente embrião e ponta de lança de um amplo movimento musical e cultural que revelou inúmeros jovens talentos hoje consagrados no cenário artístico nacional e internacional.
Ainda com o Grupo Um lançou “Reflexões Sobre a Crise do Desejo” – Prêmio Melhores do Ano em 1981, revista Manchete – e “A Flor de Plástico Incinerada”, e ainda o disco solo “Poema da Gota Serena”, em 1982, ambos pela Gravadora Continental / Lira Paulistana.
Em 1983 realizou turnê pela Europa com o Grupo Um, lançando “Marcha Sobre a Cidade”, pela gravadora francesa Syracuse.
Paralelamente, trabalhou para as principais companhias de disco como acompanhante de cantores e instrumentistas de renome como Silvio Caldas, Milton
2
Nascimento, Simone, Marlui Miranda, Vanusa, Moacir Franco, Luís Vieira, Wando, Toninho Horta, Marco Pereira, Badi Assad, Vânia Bastos, Ná Ozzetti, Suzana Salles, Arnaldo Antunes, Ivo Perelman, entre outros.
Gravou ainda com o francês Frederic Pagès, o grupo alemão The Blech e a dupla franco-hispânica Pascal Lloret e Antonio Placer.
Formou o Duo Nazário, com seu irmão Lelo, tendo realizado concertos como solista da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo na 13ª Semana Guiomar Novaes em São João da Boa Vista, na 10ª Bienal de Música Contemporânea no Rio de Janeiro, além de outros eventos, com as peças “Limite” e “Aurora”, de Lelo Nazário.
Atua como professor desde 1977, quando participou de um projeto da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, dando aulas e fazendo apresentações para menores carentes da Febem, e desenvolveu a partir daí um trabalho didático, ministrando aulas particulares, cursos e workshops a um grande número de estudantes. Foi professor titular de bateria no 15º Civebra – Curso Internacional de Verão de Brasília, 1992.
Em 1994 atuou como solista convidado no 25º Festival de Inverno de Campos do Jordão, ao lado do compositor e tecladista Joe Zawinul, com a Orquestra Jazz Sinfônica regida pelo maestro Kaspar Richter, na peça “Histórias do Danúbio”, do ex-líder do “Weather Report”.
Foi professor titular de bateria no 26º Festival de Inverno de Campos do Jordão, 1995.
Responsável pelos cursos de reciclagem para professores nos Conservatórios Estaduais de Varginha e Pouso Alegre (Minas Gerais), 1996.
Excursionou com o grupo Pau Brasil pela Europa, tendo gravado em Oslo – Noruega o disco “Babel”, vencedor do Prêmio Sharp de 1996, como melhor grupo instrumental.
Participou de eventos como o “Pearl Masters Classes 1996”, “3º Encontro de Bateristas de Curitiba”, “Workshop 96 de Florianópolis”, “I Salão de Bateria de São Paulo 97”, “5º Encontro de Bateristas de Cascavel (Paraná) 97”.
Foi condecorado pelo Cônsul Geral da Índia, em nome do Governo Indiano, na ocasião do 50º Aniversário de Independência da Índia, em reconhecimento ao seu talento como tablista, tendo realizado inúmeros eventos ao lado da cantora Meeta Ravindra junto à comunidade indiana residente no Brasil.
Atua no projeto ZEN (Zé Eduardo Nazario Quinteto), voltado à música instrumental com ênfase na releitura de temas de compositores brasileiros do início da década de 60 (bossa nova), bem como de composições originais dos integrantes do grupo, que surgiu em 1997.
Tem colaborado com as principais revistas especializadas em bateria e percussão, na elaboração de artigos enfocando a história da bateria brasileira.
Participou da 25ª Conferência Internacional de Jazz, em 1998, em New York, com o grupo Pau Brasil, organizada pela “International Association of Jazz Educators” (IAJE). Produziu e lançou no mesmo ano o CD “ZEN”, uma coletânea de seus principais trabalhos gravados entre 1981 e 1991.
Participou do projeto “Percussões do Brasil”, em 1999, que reuniu os principais nomes da percussão brasileira no SESC Vila Mariana, evento gravado e transmitido pela TV Cultura na íntegra, em comemoração à “Semana da Consciência Negra”.
Lançou o CD “Percussônica”, gravado ao vivo no “Zildjian Day Brasil 98”, evento produzido pela Avedis Zildjian Co. (USA), que reúne os melhores bateristas do mundo, em diversos países.
Foi professor do Conservatório Estadual de Música "Juscelino Kubitschek de Oliveira" de Pouso Alegre – MG, de 1998 a 2004.
3
Participou da "Brazil Week" (Semana do Brasil) em Copenhagen (Dinamarca), a convite do Ritmskmusik Konservatorium, como professor e concertista, em outubro de 2000.
Realizou workshop com o tema "A História da Bateria Brasileira" na UFMG em abril de 2001 e se apresentou com seu Octeto no Museu de Arte da Pampulha (BH).
Foi professor titular de bateria no III Festival Internacional de Música de São Caetano do Sul, e realizou Concerto como solista da Orquestra Filarmônica da mesma cidade em julho de 2001, promovido pela Fundação das Artes de SCS.
Participou do projeto "O Universo do Instrumentista em Discussão" no SESC Carmo (SP) em outubro de 2001.
Em janeiro de 2002 participou, com seu Octeto, do Programa "Instrumental SESC Brasil", transmitido pela Rede SESC SENAC de Televisão (STV), para todo o Brasil.
Em junho do mesmo ano lançou em CD o histórico "Marcha sobre a Cidade" do Grupo Um, pelo selo Editio Princeps.
Participou do Projeto “Jazz em Harmonia Brasileira”, tendo se apresentado com seu Trio no Centro Cultural Banco do Brasil (SP) em outubro de 2002.
Em março de 2003 apresentou-se na Culturgest em Lisboa (Portugal), no lançamento europeu do cd “No Lago do Olho”, do cantor e compositor Cid Campos., com quem gravou também o seu mais recente trabalho “Fala da Palavra” em 2004.
Atuou nos grupos de Frank Hertzberg (contrabaixista), Marta Karassawa (pianista) e Felipe Ávila (guitarrista).
Participou do 1o. Festival Internacional de Música de Belo Horizonte em 2004.
Em 19 de dezembro de 2005 recebeu, da Universidade Federal da Bahia, o reconhecimento do “Notório Saber”, considerando a sua vasta e rica trajetória profissional como músico/percussionista, de acordo com os diversos pareceres emitidos por renomados professores da sua área de atuação, tornando-se habilitado a dar aulas em universidades.
Realizou turnês com o guitarrista norte americano John Stein (Professor da Berklee College of Music), além de workshops em escolas e universidades brasileiras nos anos de 2003 e 2005 e participou da gravação de vários trabalhos e apresentações do referido músico entre 2006 e 2017, nos Estados Unidos.
Participou do Zildjian Day Brasil 2015 e foi capa da revista Modern Drummer Brasil no mesmo ano.
Recebeu por tres vezes o Prêmio “Jazz Station Awards” (USA) como o melhor baterista de jazz nos anos de 2011, 2014 e 2017.
Discografia Selecionada:
- O Porco na Festa – Prêmio Melhor Arranjo Festival Abertura 1975 - Hermeto Pascoal
- Ymira, Tayra, Ypy - Taiguara com Hermeto Pascoal 1976
- Nó Caipira - Egberto Gismonti
- Olho D’Água - Marlui Miranda
- Clube da Esquina 2 - Milton Nascimento
- Terra dos Pássaros - Toninho Horta 
- Marcha Sobre a Cidade - Grupo Um
- Reflexões Sobre a Crise do Desejo - Grupo Um
- A Flor de Plástico Incinerada - Grupo Um
- Poema da Gota Serena - Zé Eduardo Nazário
- Violão Popular Brasileiro Contemporâneo - Marco Pereira
- Cantando Caetano - Vânia Bastos
- Nome - Arnaldo Antunes
- Ná - Ná Ozzetti
- Soccer Land e Tapeba Songs - Ivo Perelman (USA)
- Brasil Musical - Pau Brasil
- Babel - Pau Brasil
-Prêmio Sharp – Melhor Grupo Instrumental – 1996
-Indicação para o Prêmio Grammy – “Best Jazz Performance” – USA – 1997
- Trampolim - Mônica Salmaso
- Zen - Zé Eduardo Nazário
- Percussônica - Zé Eduardo Nazário, Lelo Nazário, Felipe Ávila
- No Lago do Olho - Cid Campos
- Fala da Palavra – Cid Campos
- Janela – Felipe Ávila
- Beatles Brasil – Felipe Ávila
- Se... – Lelo Nazario
- Percussônica ao Vivo HOJE – Zé Eduardo Nazario
- Babeleyes – Tetê Espíndola chante Philippe Kadosch (Europa)
- André Juarez – Canja
- Concerto Internacional de Jazz – John Stein (USA)
- Encounter Point – John Stein (USA)
- Raising the Roof – John Stein (USA)
- Hi Fly – John Stein (USA)
- Bing Bang Boom – John Stein (USA)
- Color Tones – John Stein (USA)
- Espírito – Fábio Bizarria
- Handmade – Frank Herzberg Trio
- Amálgama – Duo Nazario
- Prêmio Fuarte de Música Brasileira
- Poema da Gota Serena e Outros Poemas – Zé Eduardo Nazario (50 anos de carreira).
- Uma Lenda Ao Vivo – Grupo Um no Jazz na Fábrica (SESC)
- Viajando com o Som – Hermeto Pascoal e Grupo Vice Versa (Inglaterra/Europa)
- Watershed – John Stein – Whaling City Sound (USA)

 

Renan Martins começou a tocar bateria aos 9 anos de idade. Antes de ficar conhecido nacionalmente e internacionalmente com seu trabalho de gravaçao, Renan Martins havia tocando e gravado com muitos artistas do cenario musical como:

  • Aline Barros (Latin Grammy Winner) • Adelson Freire • Adriana Arydes • Aline Brasil • Anderson Freire (Latin Grammy Winner) • Ana Carolina (Latin Grammy Nominee) • André Valadão (Latin Grammy Nominee) • Arthur Calazans (Latin Grammy Nominee) • Bryan Behr • Bruna Karla (Latin Grammy Nominee) • BFF Girls • Calum Scott (UK) • Daniel (Latin Grammy Nominee) • Delino Marçal (Latin Grammy Nominee) • Davidson Silva • Diego Fernandes • Eyshila (Latin Grammy Nominee) • Fábio de Melo (Latin Grammy Nominee) • Fernandinho • Fernanda Brum (Latin Grammy Winner) • Guilherme Schwab • Isadora Pompeo • Jozyanne (Latin Grammy Nominee) • Kellen Byanca • Kemuel Worship • Léa Mendonça (Latin Grammy Nominee) • Lilian Azevedo • Luciano Camargo (Latin Grammy Winner) • Marcelo Nascimento • Melim (Latin Grammy Nominee) • Nathália Braga • Pamela (Latin Grammy Nominee) • Padre Marcelo Rossi (Latin Grammy Nominee) • Pr. Lucas (Latin Grammy Nominee) • Rose Nascimento • Valesca Mayssa • Wesley Santos • Wilian Nascimento (Latin Grammy Nominee) • Stella Laura • Sérgio Saas • Thalles Roberto • Ton Carfi.

 

Atualmente Renan Martins tem mais de 3.800 faixas registradas em o seu nome, e trabalha fazendo trilhas para programas de TV e novelas para a Rede Globo de televisão.

 

Roberto Hall

Norte-rio-grandense, músico desde os 09 anos de idade já tocou com várias bandas renomadas do nordeste.

Durante esses 28 anos de música já gravou trabalhos com artistas locais e nacionais, sua vasta experiência em gravações o proporcionou criar seu próprio estúdio de gravações: Hall Studio Natal.

A tecnologia conecta esse grande músico às bandas de todo o país através das suas gravações de bateria online.

Atualmente está trabalhando como baterista com o artista natalense Pedro Luccas onde consegue expressar sua musicalidade tocando diversos estilos musicais.


Dany Amorim é Percussionista, nascida em Recife Pernambuco.
A música, entretanto, sempre esteve presente em sua vida. Iniciou suas  aulas de música aos 9 anos de idade, no interior de Pernambuco – Ribeirão/PE e teve os primeiros contatos com Percussão ainda no ensino médio, até que um dia se tornou profissão.
Já trabalhou com algumas bandas pelo Brasil a fora, e atualmente acompanha o cantor Pedrinho Pegação, bem como, realiza trabalhos paralelos com outros artistas. Já participou de projetos como o Programa ”Só elas” na Rede Globo com os artistas: Solange Almeida, Elba Ramalho, Lucy Alves, Nanara Bello, bem como o Programa ”Setembro é SHOW” também na Rede Globo com os artistas: Nattan, Tarcísio do Acordeon, Nanara Bello, Mari Fernandez. Recentemente participou da gravação do DVD do mais novo trabalho da dupla Rio Negro & Solimões “A história Continua”, entre outros trabalhos.

 

Ébano Santos
O gaúcho Ébano Santos, de Porto Alegre (RS)
Começou a tocar bateria aos 12 anos de idade. Tocou em diversas bandas de “garagem” até seus 18 anos, quando então deu início a seus estudos de bateria com o professor Carlos Ovelha e logo após, com Moisés Piangers. Desde então, passou a tocar profissionalmente em bandas de bailes, bares e casas noturnas na região da serra gaúcha.
Em 1994 conheceu o lendário Argus Montenegro, e logo começou a aprender mais sobre ritmos brasileiros. Mas, foi com as aulas com o gênio Kiko Freitas que Ébano foi a fundo no estudo da bateria.

Em 1999, ao se converter, passou a fazer parte da Igreja Encontros de Fé como músico contratado. Esta experiência lhe abriu as portas para tocar com diversos artistas do segmento gospel, nacional e internacional, como Marcos Witt, Ron Kenoly, Chris Durán, Davi Sacer, Gerson Santos, Marquinhos Gomes, Paulo César Baruk, Bo Järpehag, Soraya Moraes, Billy Bunster, Júnior Oliveira, Nani Azevedo, Tanlan, Evandro Alves, Luis Fontana, Asaph Borba, Fabiano Soares, Cristiane e muitos outros. Fez parte da Banda Êxodo, com quem gravou dois discos que fizeram muito sucesso, “Situação” (2002) e “Quantas Vezes Mais? ” (2004). Além de ter gravado diversos trabalhos em estúdio, gravou seu primeiro projeto instrumental em duo, com o tecladista Thiago Marques, o Grandense, tendo recebido excelentes críticas na mídia especializada.

Atuando em Porto Alegre, há mais de 20 anos, Ébano Santos é um dos professores mais requisitados do país. Além de ter ensinado centenas de iniciantes no instrumento, já atendeu em seu estúdio, ou em aulas online, bateristas que são verdadeiras referências no mercado nacional.
Em 2015, na edição de dezembro da revista americana especializada em bateria MODERN DRUMMER, foi listado como um dos 100 PROFESSORES DO MUNDO indicados pelo Embaixador Mundial da Bateria, Mr. DOM FAMULARO.

 

Instagram Facebook Youtube

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Éder Medeiros

Éder Rodrigues Medeiros, Brazilian, was born in 1985, in Tubarão / SC. Coming from a family of musicians, he started playing drums as a fun at the age of 10 (1995). His first drums were improvised with pads and milk cartons, with which he had fun playing with his father, who already played professionally.

His second drums were improvised with paint cans, his plates were made of steel plate with rivets, where he could already play some rhythms.

His first band was set up at the age of 11 (1996) where he played songs from the time such as: Capital Inicial, TNT and Mamonas Assassinas.

In the beginning, his main influences were drummers from several bands such as: Rush, Iron Maden, Metallica and Guns n`Roses.

At the age of 12 (1997) he won his first professional drums playing with rock bands, pagode, in addition to accompanying his parents playing Catholic songs at church and at community events. It was by participating in Catholic events that he received his first proposal to play professionally and receive some remuneration for his work. The proposal arose at the age of 14 (1999), through friends who accompanied a musician priest named Fr. Edson, who, in turn, played shows throughout the region. From then on, works started to appear, some shows, masses, recordings and even presentations on TV programs. It was making his name with a lot of humility, respect and seriousness that at the age of 16 (2001) he received another proposal to work in a dance band. The band was called “Stigma”, which with a busy schedule and a great structure, played covers of country music, pagode and pop rock.

Already working professionally, and very determined to pursue a career, at 16 (2001) decided to look for a qualified teacher so that he could take some Drum Lessons and improve his knowledge. He studied a little over 2 years with Cristiano Forte / RS, appropriating many important information for his professional skill. He learned to listen to good music and discovered great world-renowned drummers such as: Dave Weckl, Virgil Donati, Kiko Freitas and many others.

At the age of 18 (2003) he founded his band "Haze", where he played covers of his time like Dream Theater, Angra and Helloween. The band performed in different places, the most important of which was the opening of Drummer Aquiles Priester's Workshop (Hangar) in Criciúma / SC for more than 150 drummer musicians.

He began to teach private drum lessons, where he taught beginner and intermediate level exercises, reaching up to 15 students.

In the same year, after leaving the band "Stigma", he was hired to work in one of the biggest bands in the southern region called Bandativa, in which he gained great experience for playing alongside the best musicians in the region, and for being able to participate in the opening of shows by bands such as Nazareth, Creedence, CPM22, Kid Abelha, Titãs, Chain Reaction, Babado Novo, etc.

In December 2005, he had his first participation in the Drum Workshop. He was invited by his teacher to open the event that took place in Criciúma / SC, which had two great nationally renowned drummers.

In the same year, at the invitation of his teacher, he participated in a Workshop in the city of Itajaí / SC.

In June 2006, together with his event partner Marcos Giraldi, he organized the Drummer Aquiles Priester / SP (Hangar) Workshop in Tubarão / SC, with this event being prestigious for approx. 250 people. In November of that same year, together with his partner Alexandre Fornasa, he held the Master Class with Marcelo Moreira / RS (Burning In Hell) in Braço do Norte / SC.

In September 2006, he participated in the Music Festival of Itajaí / SC, where he studied Brazilian music for a week and attended several concerts by MPB and Jazz. The Professor of the Drum Workshop was the great drummer Edu Ribeiro / SP.

Parallel to these works, he always sought to improve his knowledge in classes and courses related to music and his instrument. Studied from 2006 with great drums such as: Marquinhos Fé / RS (Frank Solari), Edu Ribeiro / SP (Chico Pinheiro), Aquiles Priester / SP (Hangar), Carlos Ezequiel / SP (Solo) and participated in several Workshops and Master Class throughout the region.

He collaborated with the foundation of the Association of Musicians of Vale Braçonortense (A.M.V.B), with the intention of holding music events in the region, with the support of friends, students and the local city hall. In addition, he is a Member / Founder of the School of Music Acordes e Rufos de Braço do Norte / SC.

In May 2007, he organized, together with A.M.V.B, a Workshop with Drummer Elóy Casagrande / SP (André Mattos). In July of the same year, he held a Workshop with Guitarist Kiko Loureiro / SP (Angra). Both events took place in Braço do Norte / SC, with an audience of approx. 150 people. Also in 2007, he participated in the 1st Odery and Modern Drummer Festival, National Drummer Contest, where he was classified to be among the 10 drummers in the states of Rio Grande do Sul and Santa Catarina. In November he performed at the Contest in Porto Alegre / RS, but unfortunately did not obtain the classification for the next stage.

In March 2008, together with A.M.V.B, he organized a Workshop with Drummer Zé Montenegro / RS, in the city of Braço do Norte / SC, where he held the opening of the Workshop playing some instrumental themes.

In April of the same year, he organized, again with his partner Marcos Giraldi, a Workshop with the drummer Aquiles Priester / SP. Also in 2008, he promoted a Master Class for his students with this same drummer in Tubarão / SC.

In August, together with A.M.V.B, he organized a Workshop with the bassist of Zimbo Trio, Itamar Collaço / SP, in Braço do Norte / SC, where he accompanied him playing some instrumental themes of Brazilian Music and some Jazz Standards.

In September, he once again participated in the Music Festival of Itajaí / SC, where he studied Brazilian music for a week and attended several concerts by MPB and Jazz. The Professor of the Drum Workshop that year was Carlos Ezequiel / SP.

Also in September, he traveled to São Paulo to participate in Expomusic 2008, where he made a visit to his sponsor of club sticks Liverpool, acquiring a lot of information about Music, Musical Instruments and Technology.

In October, he realized a dream, was invited to give an interview in the largest drum magazine in the world, called Modern Drummer. His interview was published on a full page in the magazine.

In July 2011, he was again classified for the Batuka Contest! Festival. He was a finalist among more than 250 drummers in a national team.

In September of the same year, he was at the Expomusic music fair now this time to present himself at the stand of one of the brands that sponsors him: Prime.

In July 2012, he left the band Dragon's Cry, joining the work with the musician Sandro Rios where he performs in shows throughout the South Region of the country.

In January 2013, he was at the largest music fair in the world called THE NAMM SHOW where it was a great experience to be alongside world music icons.

In July he took classes with Virgil Donati in Porto Alegre.

In September of the same year he was at Expomusic in São Paulo.

Currently:

  • Teaches private drum lessons in his studio in Tubarão / SC, in Braço do Norte / SC at Escola Acordes e Rufos with over 60 private students;
  • Teaches Workshops across the country;
  • He is a member of the band Sandro Rios;
  • Acts in studio recordings;
  • Study daily, always looking for improvement in your instrument;

Receives the support

♦Liverpool Drumsticks
♦Prime Drums
♦Meinl Cymbals.

Socias Medias

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_icon icon_fontawesome="fab fa-instagram" color="juicy_pink" align="center" css_animation="bounceInRight" link="url:https%3A%2F%2Fwww.instagram.com%2Federmedeirosdrummer%2F|target:_blank"][vc_icon icon_fontawesome="fab fa-facebook-square" align="center" css_animation="bounceInLeft" link="url:https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2FEderMedeiros.Drum|target:_blank"][vc_icon icon_fontawesome="fab fa-youtube" color="custom" align="center" css_animation="bounceInRight" link="url:https%3A%2F%2Fwww.youtube.com%2Fuser%2Federmedeiros|target:_blank" custom_color="#e50000"][/vc_column][/vc_row]
crossmenu linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram